Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Revista de História, Educação e Matemática lança volume

Publicação do IFSP ajuda a ampliar a participação das mulheres e de jovens pesquisadores na Ciência 

  • Publicado: Quinta, 30 de Julho de 2020, 10h10
  • Última atualização em Terça, 04 de Agosto de 2020, 11h25

A Revista Brasileira de História, Educação e Matemática do IFSP, a Hipátia, lança o Volume 5 número 1, com trabalhos apresentados no Seminário Internacional de Pesquisa Qualitativa (SIPEQ). Acesse aqui.

O editor-chefe da publicação, professor César Otero-Garcia, destaca a importância da manutenção da publicação nesse período de pandemia. “Acredito que a maior relevância da publicação do número está no fato de ele mostrar que continuamos trabalhando durante este período de isolamento social, continuamos outras atividades, incluindo-se a pesquisa, ou seja, é mais um elemento para ajudar a sociedade a entender que não somos uma instituição apenas de ensino, mas também de pesquisa e extensão.”

Hipátia

A revista Qualis B2 na área de Ensino é publicada semestralmente desde 8 de março de 2016 e aceita  trabalhos  de  História  da  Matemática, Educação  Matemática  e  de  Matemática  (pura  e aplicada). 

Duas  concepções  principais norteiam a publicação: ajudar a ampliar a participação da mulher na Ciência no Brasil e abrir um espaço para jovens pesquisadores (mestres, doutorandos e doutores que tenham obtido título há, no máximo, cinco anos).

A  revista  é composta  por  cinco seções. Em “ensaios” são aceitos textos discursivos de caráter crítico; em “artigos” são divulgados trabalhos completos ou com resultados parciais consistentes; em “iniciação científica” são aceitos trabalhos concluídos decorrentes de pesquisas em nível de graduação (iniciação científica, trabalho de conclusão de curso, monografias resultantes de trabalhos orientados por docentes, etc.); em “relatos de experiência” são publicados textos que descrevam precisamente uma dada experiência que possa contribuir de forma relevante para as áreas da Hipátia; já em “resenhas” são publicadas resenhas de livros, dissertações e teses, ou outros formatos de interesse publicados preferencialmente há não mais que sete anos.

Os artigos são submetidos em fluxo contínuo. A avaliação dos trabalhos é feita por dois pareceristas em duplo-cego (o autor não sabe quem são os pareceristas e os pareceristas não sabem quem é o autor).

Para saber mais acesse hipatia.mat.br.

registrado em:
Fim do conteúdo da página