Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Alunos de arquitetura são classificados em concurso da prefeitura de SP

Verbetes propostos pelos estudantes marcarão referências culturais da cidade

  • Publicado: Quarta, 23 de Setembro de 2020, 12h50

Duas alunas e um aluno do curso de Arquitetura e Urbanismo do Câmpus São Paulo foram classificados no concurso “Placas da Memória Paulistana”, promovido pela prefeitura da cidade. A disputa selecionou verbetes a serem colocados em placas marcando a localização de referências culturais de São Paulo. Os alunos do IFSP escolhidos no concurso são Bianca Carboni, Tainã Dorea e Vitor Nascimento.

Jardim projetado por Mina Klabin nos anos 30 receberá placa proposta por Bianca Carboni. Imagem: Geraldo Ferraz (1965)

Enquanto Bianca mandou propostas de verbetes para três jardins da paisagista Mina Klabin, Tainã propôs um verbete para a igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. Já Vitor foi selecionado com uma proposta de verbete para o Playground do Clube Espéria. Agora, para que as placas sejam efetivamente colocadas nos locais, os estudantes precisarão apresentar uma autorização do proprietário do imóvel. Eles têm 45 dias para apresentar esse documento, a partir da data de divulgação do resultado.

Jardim projetado por Mina Klabin nos anos 30 receberá placa proposta por Bianca Carboni. Imagem: Geraldo Ferraz (1965) 

 

 

Playground do Clube Espéria receberá placa idealizada por Vitor. Imagem: Antonio Moutinho (2017)

O concurso foi lançado com a ideia de salvaguardar a diversidade dos grupos existentes, assim como rememorar festas, rituais, acontecimentos, personalidades atuantes na cidade, linguagens artísticas, ofícios, paisagens e lugares. Dessa forma, as placas funcionarão como "marcos", afixadas em diversos pontos da cidade e incluídas também no Sistema Geosampa (Sistema de Informações Geográficas do Município de São Paulo).             

Playground do Clube Espéria receberá placa idealizada por Vitor. Imagem: Antonio Moutinho (2017)

 

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos receberá placa de Tainã. Imagem: Tainã Dorea (2019)

Para Bianca, ter sido classificada a faz se sentir contribuindo com o processo de inventário da memória da cidade e, especialmente, com a memória e reconhecimento  dos jardins projetados por Mina. Além disso, a estudante lembra que a classificação no concurso é uma forma de ter o conhecimento adquirido nas pesquisas realizadas dentro do Instituto materializado e empregado na cidade.

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos receberá placa de Tainã. Imagem: Tainã Dorea (2019)

As propostas aprovadas são decorrentes de pesquisas de Iniciação Científica realizadas pelos três estudantes no IFSP. De acordo com a professora Ana Carmona, orientadora de Bianca e Vitor, é extremamente importante que as pesquisas estejam se desdobrando na própria cidade, alcançando assim um público mais amplo. “É o conhecimento saindo dos muros da escola”, diz.

registrado em:
Fim do conteúdo da página