Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade

ptenfrites
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Equipe do IF Meninas nas Exatas é finalista do Technovation Girls

Time Go Maria! Chegou à final com aplicativo criado para ajudar pessoas cegas ou com baixa visão 

  • Publicado: Quinta, 08 de Julho de 2021, 17h22
  • Última atualização em Terça, 13 de Julho de 2021, 11h16

O projeto IF(Meninas){nas exatas}, do Câmpus Bragança Paulista, conseguiu levar uma de suas equipes, a “Go Maria!”, à final do Desafio Technovation Girls, uma competição anual que desafia garotas do mundo todo a aprender e aplicar habilidades necessárias para resolver problemas diversos por meio da tecnologia. A mentoria e realização de oficinas de preparação para o desafio é uma das frentes do projeto. Este ano, após ter alcançado a expressiva marca de quatro equipes semifinalistas no Technovation Girls Brasil, o IF Meninas conseguiu, pela primeira vez, levar uma equipe à final.  

De um total de 1.700 equipes, 81 da Categoria Júnior foram selecionadas para a semifinal e apenas 6, de todo o mundo, chegaram à final. Entre elas está a equipe Go Maria! que criou o aplicativo WorldInWords. O app busca fazer com que pessoas cegas ou com baixa visão possam conhecer lugares por meio de audiodescrições feitas por voluntários videntes.  

Segundo a professora Elisandra Aparecida Alves da Silva, coordenadora do IF Meninas e mentora da equipe ao lado da professora Talita de Paula Cypriano de Souza, o app pode ser usado por dois perfis de usuários: voluntários videntes ou pessoas cegas/com baixa visão. O voluntário vidente pode usar sua localização atual ou informar um endereço para gravar uma audiodescrição do lugar, e há um mapa também em que ele pode ver as audiodescrições já disponíveis perto do local. Ele também pode ver suas audiodescrições e apagar. Já a pessoa cega/com baixa visão pode usar seu local ou endereço e ouvir as audiodescrições e avaliar. 

De acordo com Elisandra, a equipe foi formada em 2019, por alunas do 4º ano da Escola Municipal Professora Maria Helena Faria Ferraz, de Atibaia, que participaram de oficinas e mentoria de preparação para o Technovation, nas quais elas aprenderam a desenvolver aplicativos por meio do App Inventor. Em 2020, o grupo então chamado GirlsInCharge chegou à semifinal do desafio. Em 2021, a estudante Maria Paula Barros Navarro foi a única das cinco integrantes que decidiu continuar com o projeto, então o time passou a se chamar Go Maria! e chegou à final. 

Além de mentora, a professora é também mãe da Maria. Elisandra conta que ficou muito orgulhosa pela conquista da filha, principalmente pelo fato de ela não ter desistido da ideia. Segundo ela, foi de Maria a ideia do aplicativo, pois a menina tem uma prima que é deficiente visual e essa foi a maior motivação para o desenvolvimento da aplicação. “Foi muito importante a experiência que ela adquiriu quando foi à semifinal, no ano passado. Ela acreditou na ideia, melhorou o app, e fez uma revisão de todos os feedbacks que recebemos, inclusive da prima da Maria, que avaliou e gostou muito.” 

A pequena Maria contou que ficou muito feliz em ter chegado à final. Ela disse que gosta muito de matemática, mas ainda não sabe que curso irá fazer no futuro; porém, o que ela quer ser mesmo é jogadora de futebol profissional. A mãe e mentora dá o maior apoio aos projetos da menina. Segundo Elisandra, por ter chegado à final Maria recebeu uma premiação de $500,00 (quinhentos dólares). O valor do prêmio deve ser usado para custear um curso de inglês.  

Elisandra informou que o WorldInWords ainda não está disponível nas lojas de aplicativos online, porque ainda precisa de alguns ajustes. Mas ela espera que em breve a aplicação possa ser disponibilizada para download e que possa ajudar muitos usuários. 

Confira o vídeo sobre o desenvolvimento do aplicativo:

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página