Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Índice de Artigos

 

 

:: CIS ::

A Comissão Interna de Supervisão do Plano de Carreira dos Cargos de Técnico-Administrativos em Educação (CIS) foi criada pela Lei n.º 11.091 de 12 de janeiro de 2005, a mesma que estrutura o Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos (PCCTAE), instituída pelas portarias n.º 2.519 (15/07/2005) e n.º 2.562 (21/072005).

A Cis é vinculada ao MEC e têm a finalidade de supervisionar, assessorar e acompanhar a formulação e execução das políticas de pessoal técnico-administrativo do IFSP, além de auxiliar a área de pessoal, bem como os servidores, quanto ao plano de carreira e fiscalizar e avaliar sua implementação.

Eleitos de forma direta pelos técnicos administrativos do Instituto Federal de São Paulo, os seis representantes da Instituição possuem mandato de três anos.

Portaria nº 3.896 de 17 de outubro de 2019 - Aprova o Regimento da CIS  novo

Resolução n.º 67/2014

Contato: e-mail  e o telefone: (11) 3775.4634


 

Membros da Cista  

Marcio Rogerio Tomazzi Estevo 
Maria Angélica Almeida da Luz 
Maira Ferreira Martins
Marcelo Bernardino Araújo
Felipe Reis Rodrigues
Sebastião Raimundo Campos
 

Contato:   e o telefone: (11) 3775.4634


 

 

Portarias de nomeação

Portaria nº 83, de 08 de janeiro de 2019 

Portaria nº 290, de 24 de janeiro de 2019 

Portaria nº 3.972, de 23 de outubro de 2019  

 Portaria nº 4562, de 11 de dezembro DE 2019

Portarias

 


 

 

Reuniões

 


 

 Comunicados

 

Ofício Circular

 


 

 

Trabalho Remoto

Instrução Normativa nº 1, de 31 de agosto de 2018

Instrução Normativa nº 2, de 12 de setembro de 2018

Portaria nº 4011, de 12 de dezembro de 2018

Nota Informativa nº 01/2018 - IFSP

Termo de adesão ao Trabalho remoto

 


 

 

30h

IFSP lança nova portaria de adequação da jornada flexibilizada de 30 horas

 Acesse as informações sobre as 30h na página - Comissão 30h - ADM - Novos Documentos .


 

 

Eleições CIS 2020 novo

 

Eleições Cista 2018

 

Eleições Cista 2013

 


 

 

Convocações


 

 

Memorandos 2015


Memorandos 2014

 


 

 

Remoção 

Informações gerais

É o deslocamento do servidor, a pedido ou de ofício, no âmbito do mesmo quadro, com ou sem mudança de sede. 

Para maiores informações acesse a página da Diretoria de Administração de Pessoal 
 
 
Fundamentação Legal:
 
Resolução 54/2017 que aprova as normas estabelecidas para o processo de remoção, a pedido, dos servidores técnico-administrativos.
Portaria nº 3.884/2019 -  institui o cadastro permanente de interesse de remoção dos servidores do IFSP.  novo
 
 
 
 
 
 
 
 
Plano de Carreira dos Cargos Técnico-Administrativos em Educação
 
O Plano de Carreira dos TAE's é dividido em cinco níveis de classificação: A, B, C, D e E. Essas cinco classes são conjuntos de cargos de mesma hierarquia, classificados a partir de alguns requisitos, como escolaridade. Cada uma dessas classes divide-se em quatro níveis de capacitação (I, II, III e IV), sendo que cada um desses níveis tem 16 padrões de vencimento básico.
 
Progressão Funcional

Os servidores podem progredir, dentro de uma classe, os quatro níveis de classificação e os dezesseis padrões de vencimento, mas não podem ascender de uma classe para a outra. O servidor que ingressar na classe D, por exemplo, não tem a opção de passar para a E (só por meio de novo concurso público).
 

Progressão por capacitação profissional 

É a mudança de nível de capacitação, dentro do mesmo cargo e nível de classificação, decorrente da obtenção pelo servidor de certificação em Programa de Capacitação, compatível com o cargo ocupado, o ambiente organizacional e a carga horária mínima exigida, respeitado o interstício de dezoito meses. É permitido o somatório de cargas horárias de cursos superiores a 20 (vinte) horas aula.

Tabela para Progressão por Capacitação Profissional

 

Progressão por mérito profissional

É a mudança para o padrão de vencimento (que vai do 1 ao 16, dentro de cada uma das classes) imediatamente subsequente, a cada 18 meses de efetivo exercício, desde que o servidor apresente resultado fixado em programa de avaliação de desempenho.


Incentivo à Qualificação

Além da progressão profissional, o plano de carreira do servidor técnico-administrativo oferece um incentivo ao servidor que possui educação formal superior a exigida para o cargo de que é titular. O benefício é pago em percentuais calculados sobre o padrão de vencimento percebido pelo servidor. Os percentuais são fixados em tabela, que podem variar de 5% a 75%. O título em área de conhecimento com relação direta ao ambiente organizacional de atuação do servidor proporcionará o percentual máximo, enquanto títulos com relação indireta, corresponderão ao percentual mínimo.

Tabela de Percentuais de Incentivo à Qualificação

 

Estrutura de vencimento básico

registrado em: ,,,
Fim do conteúdo da página